top of page

PROJETOS EDUCATIVOS

E se aprendessemos - em qualquer idade  - a cozinhar de forma sustentável, com saúde e sabor? Qual é o legado que deixaríamos para o mundo? 

 

Uma alimentação baseada em vegetais é a medida individual mais efetiva que podemos tomar para frear o curso das alterações climáticas, segundo um estudo da Universidade de Oxford. 

 

E, como sabemos, uma alimentação regularmente centrada em leguminosas, verduras, frutas, cereais e oleaginosas - em comida de verdade, que nos aproxime da terra - está associada à uma menor incidência de doenças crônicas e menor risco de obesidade, além de favorecer a perda de peso. 

IMG_2842-3.png

Nos projetos educativos que desenvolvo, tenho por objetivo central fornecer ferramentas práticas para que crianças, jovens e adultos consigam superar o maior desafio que existe quando o assunto é aderir à uma alimentação protagonizada por vegetais: aprender a cozinhar.  

 

Mais do que ensinar receitas, ofereço oficinas “mãos na massa”, para que todos aprendam, na prática, a preparar aquelas comidas que fazem parte de nossa memória afetiva, em versões saudáveis e sustentáveis.

Cooking like Grandma to unboil the Earth

Em 2023, o projeto Cooking Like Grandma foi contemplado pelo financiamento da Food Wave, uma organização internacional que atua em 17 países com o objetivo de promover abordagens sustentáveis para o consumo e produção de alimentos que diminuam os efeitos das alterações climáticas. 

 

Mais de 100 jovens de escolas, de faculdades e do ensino técnico aprenderam na cozinha comunitária da Associação Passa Sabi (Lisboa) a cozinhar como as nossas avós faziam - com ingredientes de verdade e sem ultraprocessados - e a adaptar as receitas e a alimentação do dia a dia à uma abordagem “plant foward”, isto é, baseada predominantemente em vegetais, frutas, cereais, leguminosas e oleaginosas. 

Tenho levado esse projeto, também, às escolas, e tenho tido uma grata surpresa: quando as crianças e os jovens têm a oportunidade de cozinhar, há uma grande chance deles provarem e aprovarem aquilo que cozinharam. Eles se sentem orgulhosos e desejosos de levar aquilo que aprenderam para a suas casas. Não seria esse um bom começo para uma relação longa e duradoura com uma alimentação saudável e sustentável?

Cozinhar com Propósito

Comer é um ato social, e cozinhar pode ser um momento de conexão entre as pessoas. Ao decorrer do  projeto “Cozinhar com Propósito”, estive na cozinha da Associação Ares do Pinhal para promover a inclusão social de pessoas em situação de vulnerabilidade a partir da transformação de ingredientes em comida, e do encontro em torno à mesa em troca e em afeto.

Veja no vídeo abaixo um pouco mais sobre o projeto:

Não há eventos futuros no momento

PRÓXIMOS EVENTOS

bottom of page